Buscar

Visagismo - A Linguagem não-verbal Antes de tudo, compreendam que Visagismo não é técnica. Portanto não basta apenas querer achar um corte pelo formato do rosto, sem, junto com isso, analisar diversas outras questões, como: como vive a pessoa; sua leitura de mundo sob beleza , estética, seu conceito de feio e bonito; sua persona( seu eu social); sua imagem real(seu lado verdadeiro); além de analisar o que sua imagem completa, não apenas o cabelo, apresenta no momento: isso reflete sua verdadeira imagem, sua real beleza, de modo que demonstre para si e para o mundo suas reais intenções, necessidades, qualidades etc? Percebam isso, antes de acharem que apenas olhar o rosto e redesenhar cortes "meramente " bonitos é a solução. Novamente; é preciso ver a pessoa holisticamente, ou seja, o todo, seu cabelo, estilo, corpo e personalidade. Afinal, quantas vezes se viu alguém apenas com uma cabeça andando por aí? Quando se veste uma roupa, se quer saber se há harmonia entre a roupa e o corpo, certo? Da mesma forma ocorre com o cabelo envolvendo o tamanho da cabeça e o rosto. Isso tudo é analisando em nossa CONSULTORIA DE VISAGISMO PHILLIP HALLAWELL. Nenhum corte de cabelo ou coloração é feito no Studio Flima sem que passe primeiro por esta consultoria. Veja as questões abaixo antes de solicitar um atendimento de Visagismo conosco. Você sabe o que significam as linhas que regem o formato do seu rosto? Sabe exatamente qual é o seu formato de rosto e que é gerado um impacto inconsciente em questão de segundos, sempre que um rosto fotografa outro rosto, sendo isso o pivô de muitos não se sentirem bem com o corte de cabelo? Sua IMAGEM e AUTOIMAGEM, estão em congruência esteticamente falando? Sabe que as bases do Visagismo são estudos comprovados através de experimentos científicos registrados e documentos, nas áreas do conhecimento, como neurociência (Como o olho percorre a imagem); na Semiótica ( que dizem símbolos ou signos embutidos nas formas imagéticas); na psicologia ( há informação, nas formas geométricas), além de outras áreas, onde comprovam que uma imagem visual quando não está em congruência com quem é a pessoa nas suas emoções, isso tem gerado inclusive doenças, ou mesmo depressão, e que pelo outro lado, se estão em harmonia, o resultado é um bom equilíbrio entre os níveis de neurotransmissores principais, responsáveis pela nossa sensação de alegria, prazer, bem-estar etc? Sim, agora você pode rever seu conceito de feio e bonito vendo por um ângulo mais contundente... Se depois disso tudo, você ainda queira prosseguir com o atendimento, teremos satisfação em ajudá-lo com seu pedido. Mas se sentiu que não é o Visagismo o que acha ser, e que apenas um simples corte cabelo lhe cai bem, então sugerimos que pare esse atendimento e procure um cabeleireiro para lhe ajudar. Gratidão, Márcio Lima

 

11 visualizaçõesEscreva um comentário

Que somos um studio de beleza num formato totalmente voltado para atendimento privado. Que os profissionais só vão ao studio quando tem reservas. Que não atendemos ninguém sem consultoria de visagismo. Que todo o processo de atendimento passa por alguns protocolos desenvolvidos pelo Márcio Lima dentro de suas descobertas e estudos dentro de várias áreas do conhecimento, como semiótica, neurociência, arte, psicologia dentre outras. Está na hora de Isso ser divulgado, pois temos recebido inúmeros pedidos de atendimento via chat, email e telefone, onde as pessoas não sabem desses protocolos e às vezes se perguntam o que é esse tipo de atendimento, ou que salão é esse... Já foi falado em entrevistas para tv, canais de YouTube, redes sociais etc sobre esse novo conceito que estamos desenvolvendo, basta que pesquisem. Protocolos fundamentais, leiam na íntegra. Todo o trabalho do Studio Flima está debatido da filosofia de vida do Estilista Márcio Lima Cliente e empresas são personas, máscaras. Não atendemos apenas máscaras, vemos primeiro o ser, a alma atrás da máscara; Humanismo: o respeito, a humanidade, a compaixão, a gentileza, a verdade, são algumas das virtudes regem nosso trabalho; Cliente tem sempre razão — errado. Ninguém está certo nesse novo Conceito. O certo está em ver sob a ótica dessas virtudes já citadas, sejam "clientes ou empresas " Ninguém tem o direito de aumentar ou diminuir ninguém enquanto formos seres únicos, pensantes e sagrados, dotados de inteligência e capacidade de amar. A consciência em tudo é somente o que existe. E isso envolve coisas, pessoas lugares, animais, plantas etc. Só oferecemos o que estamos aptos para dar. Ninguém deve vir ao Studio sem ler esses protocolos ou pelo menos algum deles. Não fazemos pós-venda. Não trabalhos com produtos testados em animais. Nosso compromisso não é ganhar apenas dinheiro, não é competir em nada com ninguém. Não vemos mérito algum em vencer deixando o outro irmão para trás, é por quê? Simples: — Estamos todos entrelaçados, conectados por uma única centelha de divina de vida. Continuação...

 

8 visualizaçõesEscreva um comentário

Você sabia que rosto esconde segredos profundos sobre nossa identidade visual, pessoal e até extrafísica? Sim, os arquétipos, como fontes primordiais de informação, são o que causam as sensações que o cérebro capta e ressignifica quando um rosto fotografa outro. Sabemos que a parte mais notável e que damos mais atenção em nosso corpo é o rosto. E isso sempre foi assim desde os tempos remotos. Há registros documentados através de experimentos neurocientíficos que mostram que a parte mais importante e que é formada antes de qualquer outra no início da formação de um ser humano, ainda no incio das formação das células é o rosto. O arquétipo como descreve Jung, em — Obras Completas, uma Ding an such (Kant: "uma coisa em si mesma") e, portanto situa-se além do alcance da percepção humana. Só podemos percebê-lo indiretamente observando suas manifestações. Agora, a pergunta é: o que existe de relação entre os arquétipos que Jung trata e o campo da Beleza, especificamente com formatos de rostos? Bom, isso requer, sem dúvida uma pesquisa e estudos mais aprofundados de quem tiver interesse no assunto, já que o tema é amplo e abrangente e aqui nos cabe sermos mais diretos e pautados; entretanto, trago algumas observações sobre isso. Nosso rosto possui linhas que criam as formas geométricas, as quais definem os formatos dos rostos. Estas linhas nas suas diferentes direções são fatores de abertura para sansações em diferentes graus, assim que olhamos o rosto. O que acontece é que o arquétipo, ou — formas arquetípicas por trás das linhas trazem o sentimento embutido nessas formas. Exemplo: um rosto triangular pode causar impacto, ou medo, dependendo de como está a direção das linhas. Já um rosto quadrado pode causar a sensação de segurança, poder. Então, veja que quando mudamos um corte ou a cor dos cabelos e ao olhar no espelho não nos encontramos, precisamos pensar sobre o arquétipo que está sob esse formato de rosto para buscar um estilo visual que se harmonize com ele, deixando a Imagem suave e agradável ao campo de visão humano, sem apenas se preocupar com a mera questão de feio ou bonito. No tempo em que pesquiso, estudo e experiencio em minhas consultorias de visagismo por já 14 anos, tenho claro que, quanto mais cedo às pessoas que vão aos centros estéticos, sejam no cabeleireiro, no dentista ou cirurgião plástico, tomarem conhecimento das variáveis por trás das técnicas que se usa para os procedimentos estéticos e que efeitos isso tem no campo emcional, mais cedo teremos uma sociedade mais equilibrada e menos depressiva, já que o problema com beleza e estética assola o mundo inteiro. Cada vez mais vemos pessoas fazendo mudanças estéticas e muitas vezes rígidas, sem critério algum de como isso pode afetar negativamente sua identidade visual, pessoal, profissional e principalmente: sua conexão com seu próprio senso de ser como indivíduo que nasceu livre, embora caminhe presos pelas personas da sociedade.

 

Sem entender seu rosto, seu estilo, sua identidade pessoal e o que isso está transmitindo para você e para o mundo ao seu redor, embora faça o melhor corte de cabelo, que pode ser visto socialmente falando, como 'bonito' ainda assim, haverá descontentamento dentro de si.

 

Já por outro lado, se você entender o funcionamento dos arquétipos em seu rosto e entender o que sua Imagem, sabendo portanto o que pretende transmitir coma nova mudança, então com certeza, sua mudança visual seja no cabelo ou no corpo o afetará de forma positiva e consequentemente lhe fará ver a si e o mundo de forma mais bela e poderosa.

#Visagismo #coach #cabeleireiros #arte #jung #psique #artista #sucesso #beleza

13 visualizaçõesEscreva um comentário