• Jess Alves St.

Food guide Teresópolis: Maria Torta

Fundada em 1983 a Maria Torta é um espaço tradicional e já conhecido pelos moradores de Teresópolis. Para quem é de fora da cidade é uma surpresa e tanto encontrar um lugar como esse, fora do circuito bairro do Alto e que oferece tantas opções gostosas e exclusivas.


Minha nova bebida favorita, o Tricolore.

A Maria Torta possui dois espaços, um no shopping da cidade e na Rua Manuel Madruga, número 8, na Várzea. Personalidades como Juliana Paes, Ziraldo e Zezé Polessa costumam frequentar a ‘’sala de estar de Teresópolis’’ como o autor de ‘’O menino maluquinho’’ carinhosamente apelidou o estabelecimento.


Um achado na cidade, vale a pena para quem quer se sentir um verdadeiro local. Quem ama tanto doces quanto salgados vai ficar enlouquecido com a quantidade de itens do cardápio. A confeitaria tem uma carta de cafés incrível e eu já tenho um favorito, o Tricolore.

Se você não gosta de agitação sugiro que vá na parte da manhã quando o movimento é mais tranquilo. À noite a casa fica cheia e os 100 lugares são rapidamente ocupados.


Super tradicional a Maria Torta é um achado para quem não é de Teresópolis.

Perfeitamente compreensível já que todo mundo deve querer experimentar principalmente os macarons da casa que são feitos diariamente na cozinha aberta, que é legal porque você pode ver tudo que é feito lá e como é feito. Praticamente todos os itens da casa são feitos à mão, todo dia. Tudo é fresco e preparado perto de você.


Maria Torta é uma ótima opção para quem quer tomar um completo café da manhã, chá da tarde ou até mesmo almoçar. Eles servem almoço a partir de meio-dia todos os dias.


O QUE EU COMI


Visitei a confeitaria dois dias, estava louca para experimentar os famosos macarons, que são ótimos. Isso é bom e ruim, porque no Rio nunca encontrei nada igual, então quando quiser comer macarons preciso subir a serra ou fazer um estoque em casa.



Os macarons da casa são feitos diariamente.


Experimentei o Tricolore (R$ 9,60), uma mistura de leite condensado, espresso, chantilly e canela. Excepcional! Tanto que tomei duas canecas. Fui para o café da manhã/brunch e comi um misto imperial (R$ 18,90), com pão artesanal feito na casa em fôrma Petrópolis. É simplesmente gigante.



No segundo dia fui mais tarde para um chá inglês (R$ 3,70) de camomila e com macarons (R$4,20). Enquanto meu namorado tomou um capuccino (R$ 7,60) e comeu croissant (R$ 18,90 - também feito na casa) com queijo minas, presunto e abacaxi. Ele também pediu um strudel de maçã com sorvete de vanilla.


Dica: Depois que anotarem seu pedido, confirme, peça para a pessoa repetir para que não aconteçam enganos.

Dica 2: Vale conhecer Cláudia, dona da casa, super simpática e está sempre por perto. É perceptível que ela ama o que faz.


Se você leu esse review até o final, parabéns. Merece um prêmio! Leitores do Stay Foolish ganham 10% de desconto na Maria Torta. Basta apresentar esse voucher quando for na confeitaria:


Salve o voucher e apresente quando for até a Maria Torta da Várzea