• Comercio Noticias

JOÃO VIEIRA CONQUISTOU A MEDALHA DE PRATA NOS MUNDIAIS DE ATLETISMO

O atleta riomaiorense João Vieira conquistou na madrugada deste domingo, 29 de setembro, a medalha de prata nos 50 km marcha, prova inserido no Campeonato do Mundo de Atletismo que está a decorrer em Doha, no Qatar. Esta é primeira medalha conquistada pela comitiva portuguesa nestes mundiais de atletismo.

João Vieira, de 43 anos de idade, participou pela 11.ª vez em Campeonatos do Mundo, e tornou-se o atleta mais velho a conquistar uma medalha nesta competição.

A prova, apesar de realizada durante a noite, foi disputada debaixo de uma temperatura superior a 30 graus.

João Vieira percorreu os 50 km em 4.04.59 horas, ficando apenas atrás do japonês Yusuke Suzuki. No 3.º lugar terminou o canadiano Evan Dunfee.

“Muitas vezes acordo de manhã e penso que ainda tenho vinte anos e com isso vou à luta todos os dias. Muita gente não acreditava neste resultado e se calhar eu só em sonhos”, comentou João Vieira no final de uma prova que classificou como “um inferno”, em declarações à agência Reuters: “Foi um inferno, muito, muito quente. Foi muito mau, precisei de muito gelo e água fria. São agora quatro horas da manhã, que é uma hora mais própria para estar a sair de uma discoteca. Eu normalmente vou para a cama às 22.00. No entanto, sinto-me muito bem. Não é todos os dias que ganhamos uma medalha, especialmente aos 43 anos”, revelou o atleta de Rio Maior.

João Vieira começou a sua carreira no Clube Natação de Rio Maior, sendo atualmente atleta do Sporting Clube. O marchador contava já no seu palmarés com uma medalha de bronze no Campeonato da Europa de 2006 e outra de prata nos Europeus de 2010, para além dos 52 títulos nacionais na marcha, um recorde absoluto.

INÊS HENRIQUES NÃO TERMINOU A PROVA

No setor feminino, esperava-se mais uma medalha para Portugal mas, Inês Henrique, campeã mundial em título, acabou por não resistir ao esforço e desistiu já nos últimos dez quilómetros, quando tinha perdido posições na frente. “Infelizmente desisti não foi uma opção, foi o limite do meu corpo! Muito obrigado aos que estiveram ao meu lado nesta longa caminhada… Agora é tempo de descansar e refletir. Obrigado pelas mensagens de apoio”, frisou a atleta de Rio Maior.

27 views