Os 6 hábitos franceses (Parisiens) que mais causam estranheza

 

Conhecer outras culturas é mergulhar num modo de vida muitas vezes totalmente diferente do nosso. Nessas horas um olhar atento e isento nos permite apreciar essas diferenças e saborear todos os aspectos da interação do ser humano no tempo-espaço em que vive.

 

1- Comer o bico da baguete antes de chegar em casa

O bico da baguete é chamado de croûton e quebrar um pedaço de um croûton fresquinho e crocante, recém saído do forno, e comê-lo na rua mesmo é um dos pequenos prazeres da vida francesa.

 

2- Falar sua opinião abertamente

 

Sem enrolação, direto ao ponto. A franqueza é apreciada pelos franceses e contanto que haja educação, é aceitável falar honestamente sobre pessoas, mesmo que os comentários sejam indelicados.

 

 

 

3- Falar normalmente sobre sexo

É notório que há poucos tabus quando se trata de falar sobre sexto na França. Mas o mais importante é que sexo é um assunto fácil entre amigos próximos, que falam sem vergonha ou culpa. É comum as pessoas se abrirem sobre suas experiências e sentimentos com amigos íntimos. A dica é: esteja preparado para ouvir qualquer coisa e nunca se espante!

 

4- Sorrir bastante, mas rir somente quando necessário

 

Entender ironia é fundamental para entender o humor francês. Eles não são pessoas de sair às gargalhadas... são mais do tipo jogo de palavras e ironia/sarcasmo, o chamado "humor de segundo grau". Trop subtile!

 

 

5- Discutir na mesa do jantar mas esquecer tudo na hora que chega a sobremesa

Os franceses adoram longas discussões filosóficas ou políticas na mesa de jantar. Enquanto passam o sal ou se servem de mais uma taça de vinho, convidados e anfitriões debatem sobre os últimos escândalos políticos sem pudores.

 

Pode parecer agressivo mas tenha bem claro que a etiqueta impede qualquer ato grosseiro e garante que a conversa irá terminar assim que a sobremesa for servida. Sem ressentimentos!

 

6- No bar, cada um paga a sua

Rodadas de bebidas não são comuns na França e geralmente cada um paga sua própria bebida, o que faz sentido se a pessoa quer somente ficar para um ou dois drinques e não voltar pra casa bêbado.

 

Na França, se alguém lhe pagar uma bebida, será um tratamento especial, então, aproveite! Não é esperado que você retribua a gentileza.

 

E você? Adicionaria outras estranhezas a esta lista? Me conte! Um olhar curioso é tudo o que um viajante precisa para colecionar ótimas histórias!

 

Fonte: The Local fr

 

PS: este artigo foi publicado originalmente na Newsletter Paris pra Mim. Se você gostou, inscreva-se para receber textos legais como este em primeira mão! Afinal, Paris cabe na sua caixa de entrada!

 

#pariscontemporanea #parispracomer #parisprasentir