• Equipe Automatik - Sivuca

A Troca de Óleo do Câmbio Automático

Atualizado: Set 27

Aumente a vida de sua transmissão automática, trocando o óleo regularmente

máquina de flushing troca de fluido de câmbio automáticomáquina de flushing troca de fluido de câmbio automático
Painel da máquina de Flushing, responsável pela maioria das trocas de fluido de transmissão automática.

Substituir regularmente o óleo da transmissão é uma necessidade, assim como trocar o óleo do motor. Embora tenham uma durabilidade muito maior (variando conforme o tipo), o óleo do câmbio automático também fica velho sua troca regular aumenta drasticamente a longevidade da transmissão de seu carro.

A Automatik está equipada com máquinas de flushing que é capaz de fazer uma verdadeira diálise do fluido da transmissão. Com a máquina, conseguimos garantir praticamente 99% de substituição do fluido enquanto que pelo método convencional de decantação por gravidade, apenas cerca de 50% do fluido é substituído.

Por que isso acontece?

Isto acontece porque uma boa parte do óleo fica retida nas partes internas do câmbio (conversor de torque e radiador). A máquina resolve o problema porque a troca é feita com a transmissão funcionando, com o fluido em circulação. O óleo novo entra por um lado enquanto o velho sai pelo outro.

Entretanto, nem todos os veículos podem ter o fluido trocado com a máquina de flushing devido a questões logísticas ou da própria natureza do projeto da transmissão. Quando isso não é possível, fazemos a troca pro decantação, onde apesar de não se conseguir fazer uma troca de 100%, ainda podemos dar uma "vida nova" ao fluido velho que ali está.

Na troca por escoamento simples, a maior parte do óleo fica alojada dentro do conversor de torque e do radiador

Assim como em qualquer outra estrutura mecânica, as peças metálicas estão em contato umas com as outras. No caso da transmissão automática, temos também a presença dos discos de embreagem que são feitos de material abrasivo que com o tempo, desprende partículas que começam a circular dentro da transmissão.​​

Estas partículas vão se alojando no filtro, enquanto que uma parte das partículas metálicas ficam grudadas nos ímãs presentes no interior do câmbio.

Com a máquina de Flushing, o óleo velho é empurrado para fora da transmissão enquanto o novo entra pelo outro lado. A troca chega a 100%

Com o passar do tempo, não há milagre, as características de viscosidade do fluido chegarão a um determinado grau de comprometimento e as consequências serão o comprometimento, o rápido desgaste e até destruição da transmissão.

Se substituirmos o fluido periodicamente, evitamos estes aborrecimentos e principalmente, a necessidade de ter de arcar com o alto custo de reparo de transmissões automáticas.

Por que tão caro?
Uma queixa não muito rara é que o preço da troca de óleo de câmbio é cara. Será verdade? Saiba mais clicando nesse link
824 visualizações