Reforço positivo: o que é e como usar ao seu favor?

Reforço positivo é uma técnica que vai revolucionar a maneira com que você lida com seu cão. Não perca esse post do nosso parceiro Cão com Manteiga e saiba mais

 

 

cachorro estiloso feliz reforço positivocachorro estiloso feliz reforço positivo

 

As metodologias atuais de educação canina são baseadas em #reforçopositivo. A Cão

Com Manteiga trabalha com essa técnica para ensinar truques básicos e também para lidar

com problemas comportamentais.

 

Mas o que é o reforço positivo (ou R+) na prática e como podemos usá-lo no cotidiano?

Reforço positivo ocorre quando algo desejável é acrescentado (+) depois de um

comportamento, o que fará com que ele seja mais frequente. Exemplo: você vai à escola e senta-se num banco, nele encontra um bombom; amanhã, o mesmo acontece. As chances de você sentar neste banco de novo é bem alta, certo? Então, encontrar o doce foi reforçador para fazer você sentar naquele banco em outras oportunidades!

 

O mesmo acontece com cães. Cães fazem o que funciona para eles, o que causa

efeitos agradáveis e desejáveis. Por que um cão mexe sempre na lixeira? Porque é mal

comportado, para irritar os tutores? NÃO! Simplesmente porque a consequência de fuçar no

lixo é recompensadora para o cão: ele encontra coisas no lixo que reforçam este

comportamento!

 

Então usemos a mesma lógica para educar nossos cães! Se cães fazem com mais

frequência os comportamentos que têm consequências boas pra eles, sempre que estiverem

desempenhando comportamentos que desejamos incentivar, precisamos reforçar estes

comportamentos! Ao ver seu cão hiperativo roendo um ossinho, acrescente um carinho e um

elogio a este comportamento. Se seu cão está sentado enquanto você almoça, no final da

refeição ofereça um biscoito para ele. Foque nos bons comportamentos! Importante alertar

que a recompensa deve vir logo em seguida do comportamento adequado. Não adianta

premiar um cão minutos depois do ato ou ele não associará um fato com o outro! Sempre

oriento tutores a deixarem petiscos e brinquedos estrategicamente escondidos, para poderem recompensar imediatamente depois do bom comportamento!

 

Como reforçar da forma certa? Recompensando os cães com algo que eles gostem,

que desejem. Não adianta tentar premiar com algo que seja “mais ou menos” para o cão.

Pense: você faz um trabalho e o pagamento são 10 balas de morango, você repetirá esse

trabalho? Mas e se o pagamento forem R$50, que tal?

 

Então, dizemos que recompensa é tudo que o cão gosta e deseja, naquele momento que queremos recompensar. Uma situação clássica: um cão solto no parque, brincando com cachorros, cheirando a grama, interagindo com pessoas e ganhando carinho. O tutor deseja chamar o cão para perto e pensa em recompensá-lo com ração. Quais as chances da ração ser reforçadora o suficiente, num universo de estímulos incríveis como o parque? Portanto, o tutor precisa ter algo que o cão goste e queira naquele momento – um petisco mais saboroso ou uma bolinha nova, por exemplo.

 

Um receio de muitos é associar a recompensa somente com comida, e realmente se

não diversificarmos nossos prêmios, podemos deixar o cão condicionado ao recebimento do

alimento. Como falei, recompensa pode ser qualquer coisa que o cão goste, portanto,

devemos diversificar a forma como recompensamos – por exemplo, o “senta” pode ser

recompensado com um petisco, na próxima tentativa com uma bolinha lançada, na próxima vez com um carinho e muitos elogios, e por fim, pode ser recompensado com a permissão para sair pela porta a caminho do passeio. Todas essas recompensas são coisas que o cão gosta!

 

Importante: a recompensa principal quando ensinamos truques e durante o treino de

problemas comportamentais é o alimento. Na forma de trabalho da Cão Com Manteiga,

usamos a técnica de indução com alimento para moldar truques (como senta, dá a pata, gira,

deita, etc). Nesta técnica é necessário usar comida na mão com uma isca. Por isso,

preconizamos que o alimento deve ser utilizado quando o cão está no início do aprendizado,

e depois que ele já sabe fazer os truques com mais habilidade, devemos começar a diversificar as recompensas.

 

Percebemos que o R+ é uma forma de incentivar cães a desempenharem

comportamentos que desejamos, de forma agradável e carregada de associações positivas.

Não tenha medo de utilizar recompensas (sejam elas quais forem) no cotidiano com seu cão – associar a sua presença a entrega de coisas boas, como petiscos, brinquedos, carinho, afeto, é a melhor forma de criar um forte vínculo, além de deixar o cão motivado com o treino e focado em você.

 

Agora você já sabe porque preferimos educar cães com R+ e como usá-lo em casa. Ele

é a base para todos os treinamentos modernos.

 

Perdeu nosso primeiro post para saber se realmente é necessário usarmos algo além do reforço positivo para educar cães, como broncas ou castigos. Clique aqui https://www.autenticao.com/blog/brigas-gritos-e-castigos-isso-resolve-o-mal-comportamento

 

#cãocommanteiga #adestramento #reforço #positivo #petiscos #comportamento #cachorro